Notícias
TCU

Medidas de enfrentamento à Covid-19 aumentaram o endividamento público

A principal fonte utilizada pela União para as despesas foi a de receitas derivadas de operações de crédito, com consequente aumento do endividamento público

2 min de leitura
Outros aspectos da dívida / Impacto
Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG)Atingiu R$ 6,665 trilhões em abril de 2021, equivalente a 86,7% do PIB, um aumento nominal de R$ 49,5 bilhões e uma redução de 2,2 p.p. do PIB em relação a dezembro de 2020.
Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) Alcançou R$ 4,655 trilhões em abril de 2021, ou 60,5% do PIB, em um decréscimo nominal de R$ 14,5 bilhões, equivalente a 2,2 p.p. do PIB. A diminuição decorreu do superávit primário acumulado, da desvalorização cambial acumulada de 4,0 p.p., do crescimento do PIB nominal e dos juros nominais apropriados.
Estoque da Dívida Pública Federal (DPF)No final de abril de 2021, o acumulado em 12 meses atingiu o montante de R$ 5,089 trilhões, o que representa um aumento de R$ 79,7 bilhões, ou aproximadamente 1,6% sobre a dívida de dezembro de 2020.

A unidade técnica do TCU responsável pela fiscalização foi a Secretaria de Macroavaliação Governamental. O relator do processo é o ministro Bruno Dantas.

Leia a íntegra da decisão: Acórdão 2293/2021 – TCU – Plenário

Processo relacionado: TC 044.899/2020-3

Fonte: Tribunal de Contas da União – TCU

Imagem: Pexels.


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.